Identificando Talentos

PROJETO: IDENTIFICANDO TALENTOS - Caminhos ​para tornar os sonhos​ uma realidade.

 

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

1. Instituição: Secretaria Municipal de Educação de Passo Fundo e Academia Passo-Fundense de Letras

2. Secretário de Educação: Edemilson Jorge Brandão

3. Professora responsável pelo projeto: Dilse Piccin Corteze

4. Inicio: 2016

5. Objetivos:

Proporcionar uma maior aproximação entre a Academia Passo-Fundense de Letras-APL e as Escola Públicas Municipais de Ensino Fundamental, no sentido de identificar e capacitar jovens talentos na produção literária. Para atingir estes objetivos foi necessário desenvolver um amplo trabalho de leitura de mundo, com os alunos, para conhecer e apreciar o ambiente que os rodeia; ler a ampla realidade do entorno através da observação minuciosa das paisagens que vê destacando do seu todo os pormenores que a compõe e apreciando o belo no todo; incentivar leituras diversas oferecendo subsídios para que possam conhecer as várias formas de escrita e os seus autores; oferecer condições para a expressão através das diversas formas: falada, escrita, desenho, corporal, dramatização, canto, musica, ...; proporcionar o contato dos alunos com os Acadêmicos da APL e outros autores, a fim de conhecer o trabalho e a obra de cada um ampliando a sensibilidade e conhecimento sobre a mesma e também reconhecer melhor a comunidade em que vive.

 

6. Introdução:

O trabalho iniciou no mês de fevereiro de 2016, com a volta às aulas. Estabelecemos contato com as direções, coordenações e professores para apresentar os objetivos do Projeto e ver da viabilidade de seus alunos interessados em leitura e escrita a participar. A partir de então as professoras, em contato com seus alunos fizeram uma seleção de alunos que se encaixaram nos objetivos propostos. Feito isso, os nomes foram encaminhados para a APL e aí iniciamos a montagem do trabalho que foi realizado na sequência.

Normalmente estas aulas iniciaram no mês de abril com um encontro de duas horas semanais. A cada encontro apresentamos uma novidade. São convidados escritores, acadêmicos da APL e outros que trabalham temas diferentes, no sentido de descobrir e desenvolver as potencialidades de cada um. Os encontros aconteceram nas terças-feiras, das 14 às 16 horas na APL.

Por serem diversas a formação dos acadêmicos, o planejamento inicialmente proposto é multidisciplinar e os encontros de múltiplas linguagens, desta forma podemos privilegiar os vários talentos e necessidades existentes no grupo de alunos.

Além de oficina literária os alunos participam de aula de artes, ecologia, terapia de grupo, oratória, História, xadrez, visita guiada, prevenção contra drogas e outras. Sempre após estas aulas os alunos têm a oportunidade de se expressar através da escrita criativa.

Desta maneira os textos e poemas foram sendo produzidos e acumulados até chegar o momento de reunirmos num livro no final do ano.

 

7. Desenvolvimento:

No primeiro ano, 2016, tivemos inscrição inicial de 53 alunos. Destas, 30 crianças permaneceram até o final do ano, outros desistiram alegando dificuldade para se deslocar dos bairros onde residiam até o centro, local das aulas.

Durante os encontros, os alunos eram estimulados a produzir de forma criativa, textos de vários gêneros. Os mesmos eram recolhidos, corrigidos e separados para mais tarde fazer parte de um livro, onde os autores eram os próprios alunos. Este livro, sempre bem organizado foi impresso e lançado por ocasião da 30ª Feira do Livro de Passo Fundo, com seção de autógrafos dos alunos-autores e presença dos pais e comunidade em geral.

Na semana seguinte ao lançamento do livro os pequenos escritores tiveram cerimônia solene de formatura na APL e condecorados os quatro alunos destaques ao título de Acadêmicos Mirins. Consideramos, o resultado do Projeto, para este primeiro ano, muito positivo. Apesar das dificuldades financeiras para prover gastos com, passagens e merenda para os alunos e edição do livro, que foram supridos com doações, ainda assim nos consideramos muito satisfeitos.

No ano de 2017, segundo ano do Projeto, os trabalhos foram ampliados em número de alunos e metodologia. Tivemos a inclusão da Escola de Vida do Hospital São Vicente de Paulo por isso estendemos o Projeto àquelas crianças. Nos deslocávamos até o Hospital para atender um grupo de alunos num trabalho muito gratificante.

Repetimos o mesmo processo de produção literária, edição do 2º livro e lançamento na 31ª Feira do Livro, desta vez com a presença dos alunos da Escola de Vida. Repetiu-se também a formatura na APL, os Títulos de Acadêmicos Mirins. Neste ano fomos até o Hospital São Vicente de Paulo para fazer a formatura de seis crianças que por motivo de saúde não puderam estar presentes na cerimônia feita aqui na Academia.

Em 2018, tudo novamente. Desta vez com uma novidade. Foi a inclusão dos trabalhos de pintura dos alunos da Escola Municipal de Educação Infantil Branca de Neve que participou com trabalhos dos alunos, onde reproduzem obras do famoso pintor Jean Miró o que deixou o livro mais alegre e colorido.

Neste ano o livro saiu mais colorido e também mais caro, mas não tivemos problemas de finanças, pois havíamos ganhado o prêmio FUNCULTURA da Secretaria de Cultura do Município de Passo Fundo. Assim conseguimos pagar o livro, a merenda dos alunos do ano todo e também algumas passaginhas para os mais necessitados.

O final de ano repetimos: lançamento com autógrafos na 32ª Feira do Livro, formaturas na Academia de Letras e no Hospital São Vicente de Paulo, premiação Acadêmico Mirim.

2019, foi um ano cheio de trabalhos e produções de um nível surpreendente. Muitos alunos, tanto das EMEF como da Escola de Vida. Fizemos a culminância no palco principal da 33ª Feira do Livro de Passo Fundo, onde os alunos tiveram a oportunidade de cantar, declamar, ler seus trabalhos e com isso encantar os pais e público presente. Logo depois realizou-se a seção de autógrafos com pessoas curiosas para ver a produção dos pequenos escritores.

Aconteceu mais uma vez, formatura na APL e Acadêmico Mirim com casa cheia.

Neste ano de 2020, estávamos nos preparando para repetir todo o processo e tornar o Projeto ainda mais interessante, mas fomos impedidos pela pandemia a fazer um trabalho como gostaríamos. Nem por isso paramos. Estamos em contato com os adolescentes on-line, sempre provocando discussões, incentivando a leitura, pesquisa e escrita. Eles continuam a mandar belos textos, poemas...

 

8. Conclusão

Temos certeza que estamos no caminho certo. Principalmente quando percebemos o crescimento de nossos adolescentes e a grande satisfação de seus pais e professores com o Projeto. Sabemos que o caminho a seguir e este. Desenvolver o intelecto e a autoestima das crianças para então confiar num mundo melhor.

 


 

2016

Clique para ampliarCultivando Talentos
Organizadores: Dilse Piccin Corteze, Elisabeth Souza Ferreira, Paulo Monteiro
Acessar

 

 

 

 


 

2017

Clique para ampliarCultivando Talentos
Organizadores: Dilse Piccin Corteze, Elisabeth Souza Ferreira
Acessar

 

 

 

 


 

2018

Clique para ampliarCultivando Talentos
Organizadores: Dilse Piccin Corteze, Elisabeth Souza Ferreira, Edemilson Jorge Ramos Brandão 
Acessar

 

 

 

 


 

2019

Clique para ampliarCultivando Talentos
Organizadores: Dilse Piccin Corteze
Acessar

 

 

 

 


 

© 2020 APLetras. Desenvolvido por Cristiano Lazzarotto.

Please publish modules in offcanvas position.